Rua Groenlândia, 538 - Jardim América, São Paulo - SP
Tel: (011) 3051.8442

Blog

Investigações de puberdade precoce ou tardia

6 de maio de 2021
Puberdade precoce ou tardia

O que é a puberdade?

Antes de mais nada, como se sabe se a puberdade é precoce ou tardia? Primeiramente precisamos entender sobre a puberdade.

Nesse sentido, puberdade é uma uma fase de transição entre a infância e a vida adulta, que se caracteriza por mudanças corporais e psicológicas.

Assim, nessa fase, ocorre o “famoso” estirão puberal, correspondente ao rápido crescimento linear observado nessa época.

Dessa forma, as mudanças corporais acontecem devido ao aumento dos níveis dos hormônios sexuais.

Na menina ocorre a elevação dos níveis de estrogênio e progesterona, sendo o primeiro sinal o aparecimento das mamas.

Os pelos pubianos começam a se desenvolver por ação dos andrógenos secretados pelas glândulas adrenais (adrenarca), e ocorre independentemente da ativação das gônadas (ovários e testículos).

Como saber se a puberdade é precoce ou tardia?

Existem algumas variantes da puberdade normal que não são consideradas como puberdade precoce:

  • Telarca precoce isolada (desenvolvimento mamário na menina uni ou bilateral sem outros comemorativos)
  • Pubarca isolada (desenvolvimento de pelos pubianos antes dos 8 anos na menina
  • Menarca precoce isolada (sangramento vaginal antes dos 8 anos sem aparecimento de mamas ou avanço de idade óssea).

Assim sendo, a puberdade precoce, como o próprio nome diz, é a manifestação da puberdade em meninas menores de 8 anos.

Tipos de puberdade precoce

A puberdade precoce pode ser dividida em duas formas:

  • Central: ocorrendo alteração na secreção no hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), este produzido numa região específica do cérebro, o hipotálamo, que por sua vez ativa o eixo hipófise-gônadas.
  • Periférica: quando não há ativação do eixo hipotálamo-hipófise, há somente a ativação das gônadas com consequente aumento dos níveis dos hormônios sexuais.

O tratamento consiste na correção de possíveis causas ou doenças que podem ocasionar essa ativação hormonal precoce.

O tratamento com medicações que levam ao chamado “bloqueio puberal” .

Somente deve ser indicado em casos de precocidade sexual bem definida e, principalmente, nas crianças nas quais existe a possibilidade de comprometimento importante da estatura por fechamento precoce das cartilagens de crescimento devido a essa ação hormonal.

É essencial lembrarmos que cada criança deve sempre ser avaliada individualmente, segundo suas características físicas, familiares/culturais e, principalmente, psicológicas.

Puberdade Tardia

Na puberdade normal ocorre a ativação de uma região específica do cérebro denominada hipotálamo, esta estimula a produção dos hormônios folículo estimulante (FSH) e luteinizante (LH) na hipófise, atuando nas gônadas ( ovários) para a produzir estrogênio e progesterona.

Não havendo desenvolvimento mamário até os 13 anos, ou ausência de menstruação até 5 anos após o desenvolvimento das mamas e pelos, é classificamos como puberdade tardia.

A puberdade tardia pode ser secundária a uma falta na produção dos hormônios hipotalâmico-hipofisários (hipogonadismo hipogonadotrófico) ou a uma ausência de produção dos hormônios gonadais (hipogonadismo hipergonadotrófico).

Várias doenças podem causar ambos os tipos de hipogonadismo, portanto, uma avaliação médica é sempre necessária para o adequado diagnóstico e tratamento.

Também existe o atraso constitucional da puberdade que consiste no início da puberdade mais tardiamente que a maioria da população, porém com um crescimento lento, mas no limite inferior da normalidade, atingindo-se uma estatura final dentro do canal familiar.

Devemos sempre investigar a causa e realizar o tratamento adequado para cada patologia e iniciar sempre o mais precoce possível para restabelecer os níveis hormonais, desenvolvimento das caracteres sexuais secundários e proteção da massa óssea.

Veja também: https://baracat.com.br/primeira-menstruacao-e-agora/

Para saber mais me siga no Instagram:

https://www.instagram.com/dra.baracat/