Rua Groenlândia, 538 - Jardim América, São Paulo - SP
Tel: (011) 3051.8442

Blog

O que é adenomiose

20 de maio de 2021
O que é adenomiose

Você sabe o que é adenomiose?

Antes de mais nada, a adenomiose caracteriza-se pela presença do tecido endometrial na camada muscular do útero, o miométrio.

Sendo assim, há pequenos lagos de endométrio espalhados na intimidade do miométrio e/ou como um nódulo circunscrito na parede miometrial chamando de adenomioma.

Portanto, a invaginação do endométrio para a musculatura uterina leva a aumento volumétrico uterino e por vezes, sangramento, dor pélvica e infertilidade.

Sua prevalência na literatura é de 31% a 61,5% das mulheres e esta variação é explicada pelas diferentes definições histológicas utilizadas.

Sintomas da adenomiose

Dessa forma, a apresentação clínica da doença é variável com quadro de sangramento uterino anormal e dismenorreia.

Evidências recentes correlacionam a existência de adenomiose com infertilidade e resultados negativos, quando se emprega técnicas de reprodução assistida.

O diagnóstico clínico é apenas de presunção. Diante de útero aumentado no exame físico deve ser afastada a hipótese de gravidez antes de considerar a possibilidade de adenomiose.

Como diagnosticar

A USTV é o exame de imagem indicado como primeira linha para o diagnóstico da adenomiose, apresentando assim, sensibilidade de 82% e especificidade de  até 84%.

No entanto, a experiência do examinador e a qualidade do equipamento podem interferir na performance do exame.

A RM é método diagnóstico de elevada acurácia apresentando alta sensibilidade (70-88%) e especificidade (67-93%).

Tratamento

O tratamento pode ser feito clinicamente com o bloqueio da ovulação, assim bloqueando o eixo hipotalo-hipofisário-ovariano, como no tratamento da endometriose.

No caso das pacientes com prole constituída há indicação de tratamento cirúrgico com a Histerectomia, preferencialmente laparoscópica.

Para as mulheres com desejo reprodutivo ou infertilidade, os estudos mais recentes mostram que a retirada dos focos de adenomiose por histeroscopias e os nódulos adenomatosos miometriais melhoram o prognóstico reprodutivo e favorecem as respostas durante o tratamento de fertilização in vitro.

Veja também: https://baracat.com.br/ginecologia/endometriose-qua…o-fazer-cirurgia/

Para saber mais me siga no Instagram:

https://www.instagram.com/dra.baracat/